EMAK Escola Emanuel Kant

Considerações sobre a Educação para a Autonomia Moral

Segundo Menin (1996), "propiciar relações grupais evitando sempre que possível a interferência de uma autoridade exterior, é propiciar a possibilidade do exercício da cooperação e, conseqüentemente, construção das regras pelo grupo." Isso significa que, dentro do método que se baseia na crença de que o indivíduo constrói o conhecimento através de sua própria experiência (interação). Só a interação entre crianças poderá facilitar o conhecimento social e todos os benefícios dessa sabedoria (inteligências intra e inter-pessoais ou inteligência emocional).

A interferência do adulto sempre é coercitiva pelo simples fato de ele ser "maior". Só a relação entre iguais pode desenvolver a cooperação (operar junto). Porém "não há como deixar de interferir quando uma ação entre crianças pode levar a ferimentos físicos.

Há certas regras na escola como horários de entrada, saída, merenda, etc. que envolvem muitas pessoas e rotina além de alunos.

Há certas decisões pedagógicas relativas a conhecimentos específicos que cabe ao professor tomar..."

Em assuntos escolares do dia-a-dia isso significa que os "erros" morais, são assuntos para serem discutidos entre alunos.

Exemplo: nunca devolver o que é emprestado, gerará a conseqüência de não conseguir nada emprestado, contar o "segredo"do amigo gerará "falta de confiança", ser desleal no jogo poderá levar a uma exclusão do grupo, etc.

As conseqüências expiatórias devem ser assuntos de discussão moral.

Observações do comportamento infantil na escola (de 6 a 10 anos) constataram que quanto mais nova a criança, maior é a tendência de chamar a professora para resolver os conflitos.

Piaget, na análise de justiça entre crianças (1932) relata que os pequenos consideram sempre como mais justo aquilo que é mandado por uma autoridade. Assim sendo, muitas vezes aceita a decisão do professor sem muita discussão e também sem reflexão. É por isso que devemos incentivar o grupo a refletir sobre suas questões.

Relações de cooperação com predomínio do respeito mútuo, possibilitam a descoberta das regras e leis como construções humanas e não sagradas e imutáveis.

Refletir sobre o porquê de certas regras ou leis, mais do que obedecê-las cegamente, é o nosso objetivo.


Mais sobre a EMAK

Staff image
Sistema Objetivo
O que diferencia o material didático do Objetivo dos outros sistemas de ensino apostilados é a constante atualização do conteúdo.
Saiba Mais
Staff image
Mente Inovadora
Destinada ao desenvolvimento da consciência e raciocínio infanto-juvenil e fortalecimento do aluno no relacionamento em grupo.
Saiba Mais
Staff image
Escola Solidária
Projeto que identifica, reconhece e fortalece as escolas brasileiras como núcleos de cidadania em suas próprias comunidades.
Saiba Mais
Staff image
Matriculas 2017
Já estão abertas as Matrículas para o ano letivo de 2017. Confira os documentos necessário e outras informações.
Saiba Mais